Diário de Bordo: Coimbra 1111

O espetáculo "Coimbra 1111" é um projeto dirigido por O Teatrão e desenvolvido em parceria com vários núcleos de teatro amador e instituições culturais de Coimbra. A peça, que conta com a participação ativa do público, visa a conquista de Coimbra pelas pessoas da cidade. O teatro amador, de mãos dadas com o profissional, apresenta-se comunitário e vai percorrer a zona histórica de Coimbra, começando a atuar no Cais do Museu da Água enquanto atravessa as ruas da cidade até chegar à Sé Velha. Um diário de bordo do processo de desenvolvimento da peça que vai estar em cena nos dias 23 e 24 de junho, 4 de julho, 27 de agosto e 10 de setembro

Img_0463
Cultura

O teatro a encenar a cidade

Terça, 28 de Junho de 2011, por Acabra .Net

“Coimbra 1111”, estreada a 23 pel’O Teatrão, volta dia 4 de julho. Este projeto une profissionais e amadores, sem esquecer o papel fulcral do público no seu decorrer. Um convite à população para (re)conhecer e (re)descobrir a cidade de Coimbra. Por Ana Duarte e Ana Morais

Cultura

A Reconquista de Coimbra por quem a escreveu

Sexta, 17 de Junho de 2011, por Catarina Gomes

A menos de uma semana para a estreia da peça “Coimbra 1111”, o Jornal A Cabra entrevistou Jorge Louraço Figueira, autor do texto que serve de base aos atores do projeto. Segundo o próprio, “o texto tem uma espécie de regra - as personagens principais dirigem-se sempre a uma terceira pessoa. Há medida que o texto se desenvolve, a terceira pessoa passa a ser o público”

Img_0832
Cultura

Figurinos repletos de cor

Sexta, 17 de Junho de 2011, por Acabra .Net

Na Tabacaria da OMT, na tarde de ontem, A Cabra esteve à conversa com Patrícia Mota, a figurinista de “Coimbra 1111”. Cores, história e simbolismo são fatores patentes nos figurinos da peça, desvenda Patrícia. Por Ana Duarte e Ana Morais

Img_0463
Cultura

À frente da OMT ensaia-se em família

Terça, 14 de Junho de 2011, por Acabra .Net

O último quadro de “Coimbra 1111” foi ensaiado dia 11, sábado, fora das portas da OMT. Três gerações reunidas ao ar livre contribuem para um ensaio alegre e produtivo. Por Ana Duarte e Ana Morais

Img_0447
Cultura

Um ensaio calmo, mas não menos trabalhoso

Sábado, 11 de Junho de 2011, por Acabra .Net

Os ensaios da peça da reconquista de Coimbra continuam sem interrupções. A Escola Básica de 2º e 3º ciclos de São Silvestre acolhe os atores d' O Teatrão e do TASS. Este foi um ensaio de reflexão, sons e movimentos. Por Ana Duarte e Ana Morais

Img_0045
Cultura

“Silêncio para não perturbar o culto!”

Quinta, 09 de Junho de 2011, por Acabra .Net

Sobral de Ceira foi palco de mais um ensaio da peça “Coimbra 1111”. Um padre resmungão, bruxas e romanos: um quadro diferente, com personagens de todos os tempos, a que nem o SNS faltou. Diálogos humorísticos, como prova a personagem do padre: “Silêncio para não perturbar o culto!” Por Ana Duarte e Ana Morais

Img_9779
Cultura

Continuam os ensaios de “Coimbra 1111”, desta vez, Ribeira de Frades

Quarta, 08 de Junho de 2011, por Acabra .Net

Outra noite de ensaios. Desta vez viajou-se até à freguesia de Ribeira de Frades juntamente com elementos d' O Celeiro e d' O Teatrão para o ensaio do Quadro III, Arco de Almedina, com o Teatro Amador de Ribeira de Frades. “É uma experiência gratificante poder trabalhar com profissionais”, conta o ator amador José Malhão. Por Catarina Gomes e Ana Morais

Cultura

No Celeiro, a boa disposição é ingrediente de ensaio

Terça, 07 de Junho de 2011, por Acabra .Net

“Há pessoas e há atores. Nós somos uma raça à parte”, afirma um ator do Teatrão. A companhia de teatro de Coimbra deslocou-se ontem à freguesia de Pereira, em Montemor-o-Velho para iniciar trabalho com o grupo de teatro ”O Celeiro”, num ambiente envolvente e acolhedor, mas sem nunca esquecerem o que os traz ali: o ensaio da peça “Coimbra 1111”. Por Ana Duarte e Catarina Gomes

Coimbra_1111
Cultura

Coimbra 1111 – um elo entre a cidade e o teatro

Terça, 03 de Maio de 2011, por Acabra .Net

Teatrão promove peça dinâmica nas ruas da cidade, aberta a improvisos e a reflexões acerca do estado atual de Coimbra, com participação ativa do público. Por Catarina Gomes e Ana Morais